9 Dicas de Como Plantar Tomates Cerejas

O tomate-cereja adora ambientes ensolarados. Eles precisam de um clima livre de geadas e pelo menos seis horas de sol por dia. Deixá-los em um local, abrigado e bem ventilado reduz o risco de fungo nas folhas. Depois de escolher o ambiente, é hora de pensar em plantá-los.

Como disse Ron Finley, “plantar seu próprio alimento é como imprimir seu próprio dinheiro” – além de ser muito mais saudável para o corpo e o meio ambiente, já que você não usará venenos para cultivar sua comida em casa. Dito isso, Por que não começar pelos tomatinhos?

A sensação de acordar e achar mais alguns tomatinhos vermelhos toda manhã no seu próprio lar é de liberdade (e fome!). Já fico pensando em todas as receitas que posso fazer com eles. E o melhor: os tomatinhos são fáceis de plantar em casa ou no apartamento.

1 – Tudo começa pela escolha do local! Escolha um lugar onde bata mais luz. Caso tenha que escolher entre o sol que bate pela manhã ou pela tarde, prefira aquele espaço onde o sol incida pela manhã.

2 – Caso só tenha sementes, você pode fazer uma sementeira: é só colocar cada sementinha em um pouco de terra ou algodão/papel toalha e deixá-la úmida todos os dias, com luz indireta, até que comece a germinar. É importante lembrar que o melhor lugar para as mudinhas pequenas e sementeiras é na luz indireta, para só depois colocá-las em contato com o sol.

3 – Prepare a terra. Use uma pazinha (caso for plantar em vasos) ou uma enxada (caso opte pelo jardim) para deixar a terra fofa, assim será mais fácil para enraizar.

4 – Em um vaso, coloque a terra até dois dedos da borda, lembrando que o vaso deve conter furinhos ou algum mecanismo que dê para escorrer o excesso de água – caso contrário poderá aparecer mofo. No caso de hortinhas num canteiro ou jardim, faça um buraco, como se fosse uma “caminha” para colocar a sua mudinha ou as sementes germinadas (e atenção para não colocar muitas sementes juntas).

5 – Após inserir as mudinhas na sua “caminha”, cubra o restante do buraco com um pouco mais de terra e, se possível, um pouquinho de esterco para forrar todo o espaço da superfície da terra. Caso tenha cascas de ovos, amasse-as até que virem quase uma farinha e jogue este pó sobre a superfície. Se tiver um pouquinho de borra de café sobrando, também pode ser colocada na superfície para dar mais força às plantinhas.

6 – Procure verificar se a terra está úmida ou seca antes de regar, pois muita água também faz mal para os tomatinhos. O melhor horário para regar é no despertar da manhã ou no período da noite, pois o tomatinho consegue utilizar a água sem que ela evapore com o calor do sol.

7 – Não molhe as folhas e nem regue muito, pois pode dar fungo. Tem que regar direto na terra!

8 – Assim que tomateiro começar a crescer, coloque uma estaca de madeira, cabo de vassoura ou algo que você possa usar para prender o caule principal (usando barbante, arame ou qualquer outro material que não machuque a planta). Isso faz com que ela cresça de forma ordenada e vertical.

9 - Após cerca de 6 semanas, já será possível cultivá-los.

Compartilhar:

Refúgios no Interior de SP

"Viajar é fazer escolhas!"

Nós seguimos mudando. Às vezes com uma frequência assustadora, mas sempre com um aprendizado a carregar. Se você tivesse todo o dinheiro que necessita e todo o tempo que sonha agora mesmo, para onde viajaria?

Encontre o Seu Refúgio

Tão importante como viajar é o processo de programar a sua viagem! Escolha onde ficar, onde visitar e onde comer no REFÚGIOS NO INTERIOR